Blog

Mãe Profissional



Ser mãe não é padecer no paraíso, é padecer no mundo corporativo de nossa atual conjuntura socioeconômica. Onde em muitas organizações a maternidade ainda representa uma ameaça à produtividade, infelizmente ainda nos deparamos com notícias de algumas empresas que enxergam a mulher mãe como prejuízo. 

Na realidade, é óbvio que em algumas fases da maternidade a criança fisicamente e afetivamente depende inteiramente da mãe, e é para suprir as necessidade da mãe e da criança nessa fase que se instituiu a licença-maternidade. Mas, esse período tem prazo e ao final, essa profissional mãe atenderá plenamente e competentemente suas demandas externas. Até porque a mudança na ordem social, onde vemos frequentemente um percentual considerável de mulheres responsáveis diretas pelo sustento da família, criou mecanismos que auxiliam a mulher na criação dos seus filhos. São creches especializadas, escolas com dois turnos, colônias de férias, etc. No mais a ciência já comprovou a habilidade intrínseca do gênero feminino em desenvolver com habilidade multitarefas. 


Finalmente, é apropriado dizer que grandes empresas, possuem grandes mentes e esse requisito independe do tempo e do local destinado às tarefas desenvolvidas, no mercado atual a produtividade é mensurada pelos resultados que a profissional consegue não apenas trazer, mas manter. Portanto, vamos aproveitar o Dia das Mães para felicitar com o coração cheio de orgulho essas profissionais mães que de forma competente, segura e amorosa conseguem em um mercado tão competitivo manterem acesas suas estrelas.